Buscar por conteúdo

10 Air Max Lançados Em 2010 Que Talvez Você Não Conhecia (Ou Não Lembrava Que Existiam)

Dez anos atrás, quando a NIKE ainda não celebrava o popular AIR MAX DAY em 26 de Março – o que só viria a acontecer quatro anos depois – muitos lançamentos da família mais popular de (retro) runners da marca do Swoosh já chegavam às lojas – sobretudo no primeiro semestre.
Alguns deles entraram pra história, outros foram esquecidos junto aos anos que compõem essa década que separa 2010 de 2020.
Aproveitamos esse AIR MAX DAY atípico, quando – esperamos – todo mundo (que pode) está em casa, para relembrar 10 desses tênis que ganharam as lojas 10 anos atrás, pra você conhecer ou relembrar e assim continuarmos juntos festejando a família de modelos criada por Tinker Hatfield em 1987.

AIR MAX 24/7 – “Air Attack”

Uma campanha lançada pela NIKE em parceria com a FOOT LOCKER convocava um “Air Attack”, dividindo silhuetas em blocos, um dos quais traziam o estreante AIR MAX 24/7, com seu cabedal de AIR MAX 95 combinado ao solado do AIR MAX 2010

Foto: @livinglavidalola

AIR MAX 1 X Parra – “Cherrywood”

Iniciados no ano anterior, os festejos pelos 5 anos da loja holandesa Patta só foram encerrados, de fato, no primeiro trimestre de 2010, com a chegada às lojas do quinto dos cinco AIR MAX 1 feitos para a ocasião.
O modelo ganhou assinatura do também holandês Piet Parra, skatista, artista e colaborador de longa data da NIKE (e da Patta) que criou sua inesquecível versão vinho do tênis, batizada carinhosamente “Cherrywood” pelos fãs que fizem dele um dos mais disputados do ano.

AIR MAXIM 1 TORCH

2010 foi ano de Copa do Mundo da África e de muitas novidades tecnológicas.
Uma delas atendia pelo nome de “Torch”, uma malha sintética e bastante respirável, aplicada pela primeira vez numa versão preta e amarela do AIR MAXIM 1 (por sua vez, um remix do clássico AIR MAX 1), finalizada por entressola branca e solado de borracha natural.

Fonte: @elpaeso

AIR MAX 90 CURRENT TORCH

Lançado alguns anos antes, o AIR MAX 90 com solado mais flexível e sobrenome CURRENT também aderia ao mesh tecnológico batizado TORCH.
Na estreia, uma combinação de preto e branco para não errar.

AIR MAX 180 – “Infrared”

Imortalizado no AIR MAX 90, que naquele ano completava duas décadas de existência, o vermelho “Infrared” fazia uma rara aparição no AIR MAX 180, numa execução daqueles que passou batida por muita gente.

Foto: @marcandre75

AIR MAX BW GEN II World Cup “Brasil”

Ainda no clima de Copa do Mundo, a NIKE convidou diversos artistas de diversas partes do mundo a colaborarem na execução dos uniformes dos seus times.
No Brasil, o eleito foi o paulistano Francisco Rodrigues da Silva, o Nunca, que usou tipografia de pixo na camisa amarelinha.
Além das peças para dentro do campo, cada time ganhou uma coleção casual e na do Brasil estava presente uma versão preta do AIR CLASSIC BW, construída com a mesma malha “Torch” que viria a ser um dos materiais mais usados pela NIKE em 2010.

AIR MAX 90 – WORLD EXPO SHANGHAI

Uma feira realizada em Xangai, entre os meses de maio e outubro, rendeu edição especial do AIR MAX 90, feita para homenagear o pavilhão chinês e vermelha, como era de se esperar.

Foto: @mryumingwu

AIR MAX LIGHT – “World Cup”

O tema Copa do Mundo rendeu e até o AIR MAX LIGHT se vestiu com as cores de alguns dos patrocinados para a NIKE. O Brasil ficou com uma versão preta e verde, combinação eleita, naquele ano, para representar a seleção Canarinho nos momentos casuais.

AIR CLASSIC BW x CLOT

Os asiáticos da CLOT, que até hoje trabalham periodicamente com a NIKE, se debruçaram sobre o pouco popular AIR CLASSIC BW. Do trabalho conjunto saíram 5 edições especiais do tênis, todas elas bem caprichadas, porém limitadas a apenas 6 unidades de cada, distribuídas promocionalmente.

AIR MAX 1 – “Crepe

No melhor estilo dos calçados da Clarks e suas clássicas solas crepe, o AIR MAX 1 se preparava para o inverno (do hemisfério norte) com duas versões, uma branca, uma preta, dotadas daquele material no solado.

BÔNUS:

Campanha The Secret Behind AIR:

Já no comecinho do ano, a NIKE mandava para as ruas uma bem-humorada campanha que “revelava” uma inusitada origem do ar usado em seus calçados – e que ela tinha muito mais a ver com os atletas do que imaginávamos.
Confere aí.