Buscar por conteúdo

A História Visual Do Air Force 1

À bordo do AIR FORCE 1, 36 anos de história já foram escritos pela NIKE. Sob o inegável fardo de ícone, o AF1 é um dos tênis com o maior número de versões da história, o que garante a ele a presença na memória de quem o viu tanto em quadra como nas ruas.

A história dele começou lá em 1982, com cano alto, uma cinta ao redor do tornozelo e ilhóses distribuídos assimetricamente pelo cabedal, para um ajuste ainda mais fino. Rapidamente, o modelo começou a calçar os pés dos maiores jogadores da NBA.

No ano seguinte, em 1983, o AIR FORCE 1 de cano baixo debutava no mercado!

Ao final de seu segundo ano de vida, apesar do seu sucesso, o AIR FORCE 1 corria o risco de ser descontinuado pela NIKE. Porém, graças a grande quantidade de fãs conquistados, e os numerosos pedidos de lojistas da cidade de Baltimore, o modelo sobrevive até os dias de hoje.

A partir da metade da década de 1990, a versão Mid do AIR FORCE 1 começava a aparecer nas lojas, junto com o AF1 Jewel e várias outras edições um pouco mais caprichadas.

Já em 2001, a NIKE – finalmente – introduziu o AIR FORCE 1 em grade de numeração feminina, e não levou muito tempo até que ele virasse febre, também, entre os pés pequenos.

Nessaa mesma época, começavam a fervilhar as principais colaborações já feitas usando o AF1.

Ao mesmo tempo, o consumidor também se tornava um colaborador, passando a criar suas próprias colorways através do NikeiD.

Pulando para o ano de 2010, a tecnologia toma conta do modelo, com versões FOAMPOSITE, HYPERFUSE, LIQUID METAL e FLYKNIT chegando às prateleiras.

Com o envolvimento de nomes importantes da moda junta à NIKE, o AIR FORCE 1 virou alvo de criações ainda mais ousadas, passando a tomar, também, as passarelas e semanas de moda.

Já recentemente, no ano passado, os 35 anos dele são comemorados com a renovação da clássica versão white/white, feita pelas mãos de colaboradores como Virgil Abloh, Travis Scott, ACRONYM e Don C.

Em 2018, uma das iterações mais expressivas do AIR FORCE 1 ganhou vida, com ares utilitários e solado que brilha no escuro.

Se quiser conhecer um pouco mais da história desse clássico, você também pode assistir a esse documentário, onde são contados detalhes que você, provavelmente, nem imaginou que existiam.