Buscar por conteúdo

A Nike Sportswear Convidou Algumas Personalidades Para Conhecerem Melhor O Sock Dart

Mesmo tendo nascido em 2004, foi em 2014 que o NIKE SOCK DART começou a ganhar mais espaço e conquistar pés desconhecidos.

Para apresentá-lo a mais pessoas, a NIKE convidou alguns nomes conhecidos nos corredores da moda, música, redes sociais e no meio sneakerhead para conhecer mais de perto o grande precursor do tricô tecnológico e da sensação de calçar um tênis como uma meia.

Depois da experiência de provar o tênis pela primeira vez, o pessoal saiu às ruas juntos com a gente e a NIKE para algumas fotos, além de contar quais suas primeiras e últimas impressões sobre o SOCK DART.

Fernanda Foquinha

"À primeira vista, achei ele moderno e com cara de ser confortável, mas estranhei um pouco, pois estou acostumada a usar tênis com cadarços. Depois que coloquei no pé, amei!
Muito leve e, realmente, confortável. Não quero mais tirar!"

A Foquinha é jornalista e Youtuber. Você conhece um pouco mais dela via Instagram e Youtube.

Mahmundi

"Eu sempre tive uma forte ligação com o que eu visto e meu dia a dia é bastante corrido, então quero sempre estar à vontade com minhas roupas e, principalmente, com meus tênis, que me aguentam pra lá e pra cá.
O Sock Dart é incrível e adorei a liberdade que ele dá pros pés, além do conforto"

Mahmundi, ou Marcela Vale, é cantora e compositora. Você pode acompanhar ela via Instagram e Facebook.

Lari Cunegundes

"Quando eu vi o Sock Dart achei a modelagem bastante diferente, principalmente pela aparência 'molinha', desconstruída. Amei ele, pelo conforto e pela sensação de estar descalça que me deu."

A Lari Cunegundes trabalha com marketing de moda e branding. Você pode acompanhar ela via Instagram.

Tracie e Tasha Okereke

Tracie
"Eu achei bem chave, minha cara! Com cara de esporte, mas chique. De início, pensei que nem calçaria tão bem, mas curti bastante."

Tasha
"Quando olhei pela primeira vez, não entendi direito como o tênis funcionava, por não ter cadarços. Depois de colocar no pé eu achei bem confortável e muito mais bonito do que imaginava."

Tasha e Tracie mostram através de seus trabalhos que pra andar na moda você não precisa gastar uma fortuna. Siga as duas pelo Instagram: Tasha|Tracie

Nicole Balestro

"Eu achava que, por parecer uma meia, ele era quente e apertado, mas quando calcei vi que me enganei e na verdade ele é bastante confortável e fresquinho. Sem falar da cor dele, que eu amei!"

A Nicole é apaixonada pela moda de rua e pelo hip-hop. Você conhece um pouco mais dela via Instagram.

Cauê Santos

"Por causa do SneakersBR, eu já conhecia o modelo e desde o início eu achei ele bem diferente dos outro modelos da Nike. Depois que provei só confirmei o que ele já aparentava ser, bastante leve e muito confortável."

O Cauê faz parte da nova geração de criativos de São Paulo e é carta marcada nas festas da cidade. Instagram.

Leandro Hokumura e Guilherme Lopes

Para o Leandro, sneakerhead nato e fã dos Sock Dart, a conversa se estendeu um pouco e perguntamos como surgiu o gosto dele pelo modelo, qual foi a primeira colorway da coleção e seu ponto forte.

Leandro
"Meu interesse pelos Sock Dart começou com aqueles primeiras imagens, que sempre antecedem os lançamentos.
O meu primeiro foi o 'Olive', da parceria com a Fragment Design, lançado por aqui no finzinho de 2014 e, pra mim, o ponto forte dele é o conforto, sem dúvida nenhuma"

Já o Guilherme, é esse que escreve pra você nesse momento e posso dizer que a minha relação com o Sock Dart começou da mesma forma que a do Hokumura, com o lançamento da primeira colorway em parceria com a Fragment, lançada no dia do meu aniversário e que fiz questão de me dar de presente. Sem dúvida, um dos melhores tênis que já tive, em todos os sentidos.

Fã de tênis, tanto do esporte quanto dos calçados, o Leandro tem uma coleção de invejar muita gente e você pode dar uma olhada nela pelo Instagram. Para acompanhar o Guilherme, corre pro Instagram e continue acessando o SneakersBR. ;-)

Styling: Gi Macedo
Makeup/Hair: Monalisa Ribeiro
Fotos: João Kehl e Rafael Jacinto