Buscar por conteúdo

A Suprema Corte Estadunidense Negou Ação Do Fotógrafo Que Processou A Nike Por Cópia De Um Clássico Logo

Imortalizada no logo da JORDAN BRAND, a pose de Michael Jordan ‘paralizado’ no ar, no momento de uma enterrada, era motivo de uma disputa judicial entre a NIKE e o fotógrafo Jacob Rentmeester desde 2015.

O fotógrafo alegava que o logo infringia os direitos autorais de uma foto feita por ele e publicada na revista Life, em 1984, quando um jovem Michael Jordan ainda era visto de CONVERSE nos pés. Em 2018, instâncias menores da justiça já haviam dado ganhou de causa à NIKE, decisão confirmada ontem pela Suprema Corte, que decidiu não ouvir as alegações de Rentmeester de que o logo era “uma mera cópia” da imagem produzida por ele.

Fonte: ESPN