Buscar por conteúdo

Adidas Eternal Fame – Jogo da Memória

A divisão ORIGINALS não só serve para matar a vontade dos fãs da ADIDAS em usar modelos icônicos da marca, mas também reviver e relembrar a história das três listras. Só que em parceria com a HIMMELSPACH PUBLISHING a ADIDAS lança um jogo da memória aonde é possível relembrar silhuetas clássicas, como as usadas por STEFANIE GRAF, FRANZ BECKENBAUER, GEBRSELLASSI HAILE, FOSBURY DICK e MUHAMMAD ALI. O objeto do jogos é formar pares entre as silhuetas e seus solados, num total de 72 pares. Batizado de ETERNAL FAME o jogo vem uma caixa para colecionadores que traz a foto do sapato usado por ALI e já esta disponível na própria editora e algumas revendedoras ADIDAS ORIGINALS.

Além da edição de tiragem normal, duas edições especiais, cada uma com tiragem de 2.500 caixas, também foram lançadas. Elas são numeradas e trazem as chuteiras usada pela seleção da Alemanha Ocidental na conquista da Copa do Mundo de 1954 e um SUPERSTAR inteiramente branco assinado pelos membros do RUN DMC. A primeira ficou marcada pelo que foi batizado como o MILAGRE DE BERNA. Na final os Húngaros, que eram franco favoritos a vitoria, abriram uma vantagem de dois gols. Entretanto o resto da partida foi disputada com chuva, o que permitiu a chuteira criada por ADI DASSLER se sobressair graças ao seu inovador sistema de travas intercambiáveis, o tempo também favorecia o capitão do time FRITZ WALTER que havia contraído malária durante a segunda guerra, quando foi prisioneiro dos russos. Assim o time alemão trinfou por 3 x 2 e foi campeão do mundo pela primeira vez. Na Alemanha até hoje um clima de chuva fraca mas constante é batizado como FRITZ-WALTER WETTER, ou Tempo de Fritz Walter.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pB9t9DQyEZo[/youtube] Já o SUPERSTAR virou um ícone pelas mãos do RUN DMC num processo que ajudou a mudar a imagem da ADIDAS para o público estadunidense. Originalmente voltado as quadras de basquete o SUPERSTAR foi adotado como o “tênis oficial” dos rappers do RUN DMC. Apos uma polêmica por conta do uso do modelo sem cadarço – o que segundo alguns remetia aos presidiários, nos EUA eles usam tênis sem cadarços, para evitar seu uso como arma – o grupo decidiu escrever a musica MY ADIDAS para declarar seu amor pelo modelo e rebater os críticos. Logo o modelo viu um boom de popularidade e se viu, muito provavelmente, o primeiro contrato entre uma empresa de tênis esportivos e um musico, prática que hoje é bem comum. A parceria com o RUN DMC ajudou a mudar a imagem de marca europeia que a ADIDAS tinha nos EUA e contribui para sua popularidade no mercado americano. O resto é história .

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dA8DsUN6g_k[/youtube]