Buscar por conteúdo

Em Época De Comemorações, Bruce Kilgora Mergulha Fundo Em Suas Memórias Do Air Force 1

Pra quem ainda não sabe, em 2017 o NIKE AIR FORCE 1 completa 35 anos de existência e,  até o final do ano, muita coisa especial está sendo reservada para o modelo.

Um oportunidade de entender um pouco mais sobre esse ícone vem do principal responsável por seu processo criativo, o designer BRUCE KILGORE, que concedeu uma entrevista para a própria NIKE, onde relembra um pouco das raízes do modelo e de como foram os dias iniciais deste marco esportivo, que transcendeu a barreira do basquete e se tornou um símbolo atemporal do lifestyle.

O designer conta que o AF1 foi seu primeiro calçado criado para o esporte da bola ao cesto e que, depois dele, trabalhou com a criação de algumas outras silhuetas, como o AVENGER, ADVERSARY, AIR ACE, AIR PRESSURE e até mesmo sobre o AIR JORDAN 2.

KILGORE relembra, ainda, como foi o processo de criação do ferramental responsável pela confecção do marcante solado e, posteriormente, a troca de experiência para novas formas de criação de produtos, com adição de cores, por exemplo. Além disso, ele fala da diferença na produção do modelo, quando comparado aos outros que a empresa já produzia, muito mais focados em corrida.

Um outro ponto que o pai do ícone se recorda é de, quando junto de outro funcionário da empresa, carregava um carro com várias unidades do FORCE e foram até algumas faculdades que este companheiro conhecia, para distribuir o tênis a fim de que os atletas de cada uma delas pudessem testá-lo e dar um feedback a respeito.

Talvez maior curiosidade de todas é que BRUCE KILGORE não possui nenhum par original de sua criação. Segundo o próprio, de tantas exposições e viagens que seu acervo foi fazendo, ele acabou nunca mais voltando e ainda faz até um apelo, tentando encontrar quem está de posse do calçado feito para si.

Se você se interessa pelo modelo ou por histórias contadas por um dos mais importantes designer de calçados de todos os tempos, essas e outras curiosidades podem ser conferidas clicando aqui.