Buscar por conteúdo

Jordan Motorsports: Um Pouco Da História De Michael Jordan Nas Pistas, Quadras E Ruas

Antes mesmo de se tornar profissional, Michael Jordan tinha seu coração dividido entre duas paixões, e não estamos falando de basquete e baseball, os dois esportes que ele seguiu carreira – mesmo que por pouco tempo, no caso do sgundo.

Para que entrasse nas quadras onde ele, futuramente, se tornaria o melhor de todos os tempos, Jordan teve que abandonar seu amor pela velocidade sobre duas rodas. Sim, Jordan não só amava acompanhar as corridas sobre duas rodas, como também adorava fazer parte delas.

Depois seus quase 20 anos na NBA, Jordan abandonou definitivamente as quadras e pôde, em 2004, retomar seus planos juntos às motos.

De um encontro com Pete Mauhar, um experiente team manager de equipes de motovelocidade, surgiu a busca por pilotos interessados em ingressar na nova aposta de MJ, que tinha por intuito mantê-lo perto de sua paixão, em uma altura da vida em que era impossível a sua prática pelo próprio (ex) jogador.

Em apenas cinco semanas, a equipe estava montada, pouco tempo antes da primeira corrida do ano, em Daytona. Dali pra frente, as coisas passaram a correr, literalmente, bem rápido.

Nesse meio tempo, entre a preparação da equipe e dos pilotos, Michael Jordan fez algumas ligações e uma delas foi pra Mark Smith, diretor criativo de inovação na marca do Swoosh.

Sem dar muitos detalhes sobre seu novo projeto, Jordan desafiou Mark a desenvolver equipamentos para corrida, usando como referência suas próprias medidas e necessidades.

Depois de alguns sketches e conversas, Jordan abriu o jogo e contou o que estava sendo feito, tornando o desafio ainda maior. Mas Mark Smith assumiu a responsabilidade e entrou de cabeça na empreitada.

Mesmo sem uma estrutura completamente montada, a Michael Jordan Motorsports largou em Daytona, com Montez Stewart à frente da equipe, que não obteve grandes resultados, mas seguiria em frente com bastante ânimo.

Em 2006, a primeira conexão da JORDAN BRAND com a Motorsports aconteceu, quando uma exclusiva colorway do Air Jordan 4, lançada ao público nesse ano, foi distribuída entre os integrantes da equipe.

Depois disso, em 2009, as duas voltaram a compartilhar elementos, quando foi lançado o JORDAN 6 RINGS “Motorsports”, que teve seu design aplicado, também, sobre as motos da equipe durante aquela temporada.

Insistentes, os integrantes da Jordan Motorsports e seus patrocinadores mantiveram a equipe viva até 2014, quando foi decretado o seu fim definitivo, já que seus resultados continuavam não sendo nada satisfatórios.

Independente da existência ou não da equipe nos dias de hoje, sua história, desconhecida por muitos, é sempre relembrada.

No embalo desse resgate histórico, a JORDAN BRAND anunciou oficialmente o lançamento de um versão alternativa daquele AIR JORDAN 4 de 2004, onde o preto substituiu o branco, que continua sendo combinado ao azul, que imperava nas motocicletas na temporada de estreia da JORDAN MOTORSPORTS.

O lançamento dele acontecerá no Brasil e no resto do mundo no próximo sábado, dia 17, no Nike.com e em outros representantes da JORDAN BRAND.

Air Jordan 4 'Motorsport'

Comentários

comentário(s)