Buscar por conteúdo
NB_Made_2017_Print_Key_Visual_1978_8.5x102

New Balance MADE 1978 #5 – Michael Clarke

No começo de março, a NEW BALANCE nos convidou para participar de uma imersão em seu universo, mostrando passado e presente para entendermos o seu mais novo lançamento, batizado 1978.

Durante nossa visita, várias fotos e vídeos foram divulgados para tentar aproximar da experiência todos que acompanharam o SNEAKERSBR nessa aventura. Depois disso, tentamos explicar, aos poucos, em uma série de matérias, tudo o que foi visto por lá.

Uma das grandes oportunidades que tivemos foi um bate papo exclusivo com dois dos principais personagens do corpo executivo da empresa, para saber mais não apenas sobre o 1978, mas sobre os próximos planos da marca. Fechando o pacote de posts especiais, segue o papo com MICHAEL CLARKE, gerente da marketing da divisão Lifestyle da NEW BALANCE.

new-balance-1978-factory-tour-display-table-02

Olá, Michael, primeiramente gostaríamos de agradecer o convite e toda a experiência que estamos tendo aqui em Boston, em nome do SNEAKERSBR e de todos os fãs brasileiros da NEW BALANCE.

Ah, você é o cara do Brasil! Muito prazer em te conhecer.

Eu tenho algumas perguntas para te fazer, principalmente em nome dos fãs brasileiros da marca, porque eles estão acompanhando nossas transmissões ao vivo e estão enviando algumas perguntas pelas redes sociais.
E eu espero poder responder todas elas! (risos)

A primeira coisa que gostaria de te perguntar é sobre o mercado dos produtos lifestyle: hoje nós temos diversas novas tecnologias criadas para performance, mas que são utilizadas no universo casual, como cabedais em tricô tecnológico e solado feitos em impressoras 3D. As novas tecnologias de hoje são os retrôs de amanhã, mas a NEW BALANCE sempre tem o seu espaço reservado para os clássicos. Como você enxerga este mercado para os próximos anos ou décadas?

Acho que não devem mudar muito de como são hoje em di: as marcas vão continuar com suas pesquisas para inovação, trabalhando as duas vertentes de forma paralela e às vezes em conjunto. Os clássicos sempre terão os seus espaços, talvez passando por algumas inovação para se atualizar, mas os verdadeiros clássicos sempre terão os seus espaços, com certeza, e nunca sumirão. Nosso trabalho segue nas duas linhas: nós lançamos o primeiro calçado comercializado que contava com solado em impressão 3D, e isso é prova de inovação nos produtos lifestyle.

Uma das perguntas que recebemos e que eu não poderia deixar de fazer é se vocês tem planos de retomar a produção do 1600 aqui nos EUA…
Isso chega a ser um pouco estranho porque, independente do que fazemos ou deixamos de fazer aqui nos EUA as pessoas encontram algum modelo para nos perguntar a respeito da produção por aqui. Hoje, temos nossas estratégias e necessidades que não contam com a produção do 1600 por aqui. Mas as coisas mudam. Isso pode acontecer.
Não posso te dizer não, mas também nas faz parte dos planos mais próximos.

Mudando um pouco o assunto, uma tendência que temos visto com diversas marcas, são as colaborações com ‘personalidades’ presentes na mídia e nós não vemos isso com a NEW BALANCE. Ao mesmo tempo, suas colaborações com parceiros antigos, como CONCEPTS ou RONNIE FIEG, sempre se esgotam rapidamente. Vocês planejam não ir por esse caminho ou é apenas algo que ainda não aconteceu, mas pode um dia vir a acontecer?

Nós temos a nossa forma de trabalhar. Esses parceiros que você citou estão conosco por volta de 10 anos e gostaríamos de continuar a trabalhar com eles, porque o relacionamento tem sido muito saudável. Eles fizeram grandes trabalhos conosco e queremos manter a parceria, que, logicamente, é boa para os dois lados. A nossa estratégia é criar produtos que as pessoas realmente fiquem pilhadas para ter e que comprem pra usar mesmo! Esse caminho de trabalho com celebridades talvez não seja o melhor caminho para a nossa marca e para os nossos clientes, principalmente, que são a nossa principal preocupação. Por outro lado, temos buscado muitos atletas para nossos produtos de performance. Temos cerca de 14 All Stars da MLB em nosso time, além de alguns jogadores de futebol e atletas de outras modalidades.

Eu entendo que quando você mostra essa preocupação com seus clientes é igual a quando a empresa mostra a preocupação com seus funcionários – e pudemos ver nas nossas visitas pelas fábricas nestes dias…
Sim! É como uma comunidade mesmo. As pessoas sentem orgulho de trabalhar para a NEW BALANCE, não só pelo trabalho em si, mas pelo que a NEW BALANCE representa para cada uma delas e também para a comunidade onde vivem. Eles gostam do lugar em que moram e sentem muito orgulho de dar o seu melhor para fabricar os melhores calçados do mundo e serem parte integrante de todo este processo.

Esse sentimento se reflete nos tênis… todos os fãs da marca falam com ainda mais carinho sobre os produtos feitos nos EUA ou em Flimby. Sabemos que vocês têm as suas estratégias para a distribuição da produção dos calçados, mas, sempre que vão criar algo totalmente novo, vocês tentam fazer a produção nos EUA?
Nós estamos sempre tentando impulsionar a industria local, assim como tentando criar coisas novas e desafiadoras. Queremos sempre aumentar nossa capacidade produtiva, assim como a quantidade de coisas que fazemos por aqui. O 1978 nos deu essa oportunidade de criação de algo totalmente novo, dentro de nossa casa, diferente dos clássicos, mas sem precisar de um novo ambiente exclusivo pra ele – e ainda assim sendo e parecendo um produto NEW BALANCE.

Além da comunidade aceitar muito a empresa em sua vizinhança e ajudar no desenvolvimento, por saber de sua importância, mesmo que não sejam funcionários dela.
Eles sabem que somos uma marca que olhamos para eles e por eles de uma forma diferente. Todos tentam nos apoiar da maneira que podem. Você sente o amor das pessoas pela empresa. Isso vale muito para nós! Mesmo no nosso escritório em Boston os trabalhos são diferentes: não é uma unidade produtiva, mas o sentimento das pessoas é o mesmo.

Hoje você trabalha no escritório em Boston, certo?
Sim, vim do Reino Unido, um tempo atrás, para trabalhar aqui em Boston e por isso posso lhe falar sobre tudo isso com propriedade.

Você comentou sobre a parceria com atletas… a NEW BALANCE tem entrado no futebol com camisas de times e novas chuteiras. Os planos de investimento em produtos de performance seguem?
Sim! Nossa vertente esportiva está mais latente do que nunca. Estamos trabalhando para isso sim, não só na linha de calcado, mas o vestuário também está entrando cada vez mais nos nossos planos. Temos alguns mercados-chave, como Japão, China, EUA e Reino Unido. Mas, obviamente o Brasil está no nosso radar e, ainda em 2017, vocês verão bastante coisa nossa por lá!!!

Muito bom ouvir isso! Agradeço muito pelas informações, pelo convite e pela disponibilidade de conversar conosco, em nome de todos os brasileiros que gostariam de estar junto do SNEAKERSBR nessa jornada. Não sei se você ja conhece o Brasil, mas quando estiver por lá, ficaremos muito felizes de te levar a nossa redação para que você possa conhecer o restante do nosso time.
Com certeza é um dos lugares que pretendo conhecer. Quando vim trabalhar aqui, coloquei na cabeça que tenho que conhecer melhor as Américas, mesmo sendo tão grande e isso sendo bem difícil. Quando eu passar pelo Brasil, terei enorme prazer em me encontrar com vocês por lá!   new-balance-1978-factory-tour-display-table-07

Fotos: Sneaker News

Comentários

comentário(s)