Buscar por conteúdo

Nike Mercurial Vapor IX

Há alguns anos o mercado de speedboots viu uma se desencadear uma corrida em busca do menor peso: a PUMA tinha suas versões SL da linha V, a ADIDAS criou um novo conceito com o soleplate em TPU e SPRINTWEB integrados ao cabedal e a NIKE decidiu em investir em tecnologia de ponta na série SUPERFLY. Entretanto, as marcas parece que chegaram ao platô dessa corrida, ficando cada vez mais fica difícil bater seus próprios números – a nova F50 ADIZERO III é um exemplo disso, já que mantêm o peso de sua antecessora.

A NIKE, então, decidiu abandonar a série SUPERFLY e investir nos conceitos de tração e toque na MERCURIAL VAPOR VIII. A primeira parte funcionou perfeitamente, já a segunda enfrentou alguns problemas. Por isso, para a MERCURIAL VAPOR IX, a marca mantém muito do modelo anterior, somente evoluindo alguns pontos chaves da chuteira.

Nesse novo modelo é introduzida uma tecnologia batizada de SPEED CONTROL. A técnica é simples: o novo cabedal em TEIJIN ganha uma textura semelhante à de uma bola de golfe, que maximiza a área de contato com a bola, consequentemente aumentando o atrito e melhorando seu controle. A NIKE irá oferecer, ainda, um segundo acabamento, que imita couro e que é remanescente da MERCURIAL da CLASH COLLECTION. Ambos contam com a tecnologia ACC.

Já o cabedal mantém os conceitos da MERCURIAL VAPOR VIII, sendo desenhado para travar o pé e evitar movimentos desnecessários. O heel-counter é mais macio e o toebox ganha um reforço de 4 milímetros, medidas que garantem mais conforto e um melhor ajuste ao pé. Visualmente a diferença fica pelo letreiro NIKE num formato bem 90’s na parte interna, sendo a primeira vez que a MERCURIAL usa a inscrição.

Outra área que tem muito em comum com sua antecessora é a soleplate, em duas peças em fibra de vidro, que promete maior flexibilidade e retorno. Na versão FG são apenas duas travas no calcanhar, posicionadas assimetricamente para maior velocidade de liberação do solo, e lâminas na parte frontal, o que garante máxima velocidade em trocas de direção e cortes. A combinação mista de travas em lâmina e cônicas, que estreou na antiga geração, também foi mantida para este modelo que também ganha uma versão para grama sintética.
A MERCURIAL VAPOR IX  já estreou nos gramados – inclusive no Brasil – e já esta disponível para pré venda com os pares sendo liberados dia 31 de Janeiro.
Interessantemente que no Brasil modelos mais baixos da linha, como a série VICTORY, já estão disponíveis para reservas, mas a VAPOR ainda não – o que não deve demorar a acontecer.