Buscar por conteúdo

Nike World Basketball Festival – Dia 3

Sexta foi o terceiro dia de WORLD BASKETBALL FESTIVAL e o Popó, nosso correspondente no evento, manda notícias do que rolou por lá:
“O dia começou com o verdadeiro basquete de rua americano. Seguimos para o Rucker Park, devidamente repaginado pela NIKE, para conferir os jogos entre Brasil e Porto Rico e depois um mini torneio entre times dos cinco bairros de Nova Iorque.
Acabados os jogos a hora era de dar um rolê pelas atrações montadas no espaço de eventos, que iam de um salão de cabelereiros bem novaiorquino a um estúdio de tatuagens (fake), passando por uma quadra interativa com fundo digital.
O mais legal, depois dos jogos, foi ver como alguns jogadores brasucas – tipo o Varejão e Leandrinho Barbosa – são mesmo conhecidos nos EUA.
O Bowery Stadium foi nossa segunda parada do dia. Lá conhecemos o projeto ‘Make Something’, uma iniciativa da NIKE que consite em uma série de workshops para estudantes de todo o mundo ministrados por nomes como Aaron Rose (presente por lá na hora da nossa visita), Kaws, Jesse Leyva, etc.
Os workshops dão origens a produtos customizados, a trabalhos artísticos e a pequenos curtas que formam um documentário coassinado pelo time do ‘Beautiful Loosers’.
Na nossa passagem conferimos os uniformes e tênis criados por estudantes dos 5 países cujos times de basquete são patrocinados pela NIKE. Muita coisa style.
Pra fechar o dia com chave de ouro, pré estreia do documentário AIR FORCE 1: Anatomy of an Urban Legend, de Thibaut de Longville no lendário Apollo Theater, no Harlem.
O filme é sensacional! Pra quem espera um propaganda gigante do tênis, não é bem por aí (tanto que no pôster nem logo da NIKE tem). O foco são pessoas e lugares que fizeram do AF1 o mito que ele é hoje. Vale demais conferir, assim que disponibilizarem.
Um papinho com o diretor e o dia, perfeito, estava completo. E minha viagem pelo mundo do basquete também.”

Fotos: Vinícius Popó (que viajou, representando o SNEAKERSBR, a convite da NIKE do BRASIL)