Buscar por conteúdo

Top 10 2013 – Por Ricardo Nunes

Esse ano, além de trabalharmos na nossa tradicional retrospectiva, tivemos uma nova missão: listar nossos dez modelos preferidos, lançados em 2013.

Cada integrante do time ficou encarregado de pensar a sua lista, de uma maneira bem pessoal. Em ordem alfabética, é a minha vez, o ‘pai da criança’, RICARDO NUNES, de encarar a difícil tarefa de eleger só 10 favoritos.

Gostou? Não gostou? Concorda ou discorda completamente? Os comentários estão aí para isso!

top10

 

10 – ADIDAS ZX 5000 X UNDEFEATED X BAPE

Uma tripla colaboração entre ADIDAS, UNDFTD e BAPE era quase sinônimo de sucesso. Usando o tema militarista de uma maneira sensata, em um retro runner e com o auxílio luxuoso do hypado camuflado da BAPE não tinha como não entrar para a lista de melhores do ano.

9 – NIKE AIR MAX 1 X ATMOS

A ATMOS foi a primeira loja na história a colocar as mãos sobre o AIR MAX 1. Cinco anos depois do último encontro, um par de versões combinou camuflado e animal print, dois temas saturados, provando que sempre dá para fazer melhor, mesmo com ‘quase clichês’. O masculino veio ocupar o nono lugar na minha lista.

8 – LUNAR FLYKNIT HTM ‘MILAN’

“Um sonho distante” define…

7 – NEW BALANCE 998 X SNEAKER FREAKER – TASSIE DEVIL

A espera, o atraso e a redução da tiragem inicial a um terço fizeram desse um dos tênis mais disputados do ano. O esquema de cores e materiais escolhidos por WOODY e companhia justificam sua entrada na minha lista.
Quem disse que só os NEW BALANCE feitos nos EUA e UK são bons?

6 – FLYKNIT RACER ‘MULTICOLOR’

Na falta da versão ‘original’, vendida somente em Milão e Londres, o general release não fez feio.

5 – ASICS GEL-LYTE III X ST. ALFRED

Suede azul, de primeiríssima, forro e palmilhas de couro, solado bege. Qualidade acima da média. Pra que mais?

4 – FREE FLYKNIT HTM 5.0

A estratégia de lançar o trio de edições do FREE FLYKNIT assinadas pela cultuada trindade HTM, sem alarde – nem fotos oficiais – não ficou muito bem entendida. Os tênis, por sua vez, são diferentes dos FREE FLYKNIT da linha de corrida, deixam de lado o elástico assassino – graças a São Tinker! – e o amarelo é o meu preferido, apesar de o cinza ser o mais fácil de usar.

3 – NIKE FREE INNEVA WOVEN ‘PHOTO BLUE’

Esse é um legítimo representante da categoria dos ‘tênis que crescem ao vivo’.
Fotos, por melhor que sejam, não fazem jus ao tom de azul, acentuado pelos gráficos que trazem nuances claras e escuras ao cabedal do INNEVA. Resumo da ópera: uma das melhores ‘novas silhuetas’ dos últimos anos em cores e materiais perfeitos.

2 – PUMA BLAZE OF GLORY ‘SHARKBAIT’

Tal qual um artilheiro, que entra em campo no fim do jogo e faz o gol do título, esse tênis chegou ao mercado no finalzinho do ano e saltou direto para os primeiros lugares de muitas das listas de Top 2013.
Para mim, o combo cores+materiais+história bem contada+surpresa é imbatível. Parabéns a WOODY e companhia, que conseguiram manter a história secreta até o momento certo de revelá-la.
A embalagem caprichada foi só a cereja do bolo. E que cereja!

1 – NIKE LUNAR FLYKNIT CHUKKA HTM

O campeão do ano chegou às lojas já em fevereiro. TINKER, MARK PARKER e FUJIWARA apresentaram ao mundo a melhor silhueta dos últimos tempos, na minha opinião. Um tênis que, sem dúvida, usaria por dias seguidos em boa parte do resto da minha vida sneakerhead – ou pelo menos até que surja uma próxima paixão.
Conforto, leveza, tecnologia, além do visual impecável, são apenas alguns adjetivos do FLYKNIT CHUKKA. Em tons de cinza e branco, então, não tem como errar, o que não tira o mérito de muitas das outras combinações que vieram em seguida – e isso não facilita em nada a minha vida de comprador. =/