Buscar por conteúdo

A Campanha Da Nike Com Colin Kaepernick Continua Fazendo Barulho

Desde a semana passada, Colin Kaepernick é um dos assuntos mais comentados, graças à campanha comemorativa de 30 anos do slogan “Just Do It”, onde o quarterback aparece como principal personagem.

Desde 2016, Colin tem encabeçado uma ofensiva contra o racismo dentro e fora de campo, assim como a brutalidade policial que atinge, principalmente, negros e imigrantes.

Como já era de se esperar, a reação ao vídeo da campanha foi imediata, tanto positivamente quanto negativamente. Donald Trump, obviamente, se posicionou contra o apoio da NIKE às ações de Kaepernick quando ainda ainda jogava pelos 49ers, assim como pelas posições apresentadas fora de campo.

Do outro lado, diversas personalidades têm ido a publico para demonstrar apoio às ações de Colin Kaepernick. Um dos últimos a se posicionar foi o ator Jim Carrey, que aproveitou sua aparição no Real Time with Bill Maher para colocar seus pés na mesa, calçados com um JORDAN LEGACY 312, e brincar que estava usando um par de tênis NIKE “amigáveis à liberdade”.

Na sequência, o ator também se posicional através de seu perfil no twitter, onde deixou um explícito agradecimento à NIKE.

É claro que o mercado também responderia à toda essa polêmica. Enquanto alguns lugares noticiavam como preocupante a queda nas ações da NIKE após o lançamento da campanha, uma resposta positiva a essa queda veio logo na sequência, durante o final de semana do Labor Day.

Em 2017, as vendas da loja online da NIKE nos EUA durante o feriado apresentaram um crescimento de 17%. Já em 2018, o crescimento foi de quase o dobro: 31%.

Independente do lado de cada um dos envolvidos, uma coisa está clara com tudo isso: Colin Kaepernick cresce cada dia mais como uma figura política importante no esporte – e a NIKE soube muito bem como tirar proveito disso.

Fonte: Sole Collector