Buscar por conteúdo

Relembre Os Rappers Que Já Trocaram De Lado, Assinando Edições Em Mais De Uma Marca – Parte 1

No dia 28 de Março, o rapper Canadense Drake postou uma foto usando uma calça da adidas, e com isso, os rumores, que haviam se iniciado na semana anterior, ganharam mais força: estaria Drake trocando a Jordan Brand pelas três listras?

Estamos no mês de Maio e, se você acompanha o músico de perto, sabe que as aparições de UltraBOOST e track pants já viraram rotina. Além disso, surgiram fotos de uma possível alteração no Jordan 4 que homenageia o Toronto Raptors, modelo que parecia ser uma colaboração tripla entre a Jordan, o rapper e o seu time de coração, mas que teria sido alterado, supostamente, de última hora, retirando-se tudo que remetia a Drake do tênis.

 

 

 

 

 

A iminente mudança é polêmica e divide opiniões, mas, no dia de hoje, NÃO vamos discuti-la a fundo.

Fomos para outro lado: pesquisamos no baú do SNEAKERSBR e listamos alguns rappers que mudaram de lado, ou tiveram oportunidade de assinar modelos e colorways com mais de uma marca esportiva (ou não) em atuação no mercado.

A$AP Rocky 

O rapper sempre conciliou sua carreira na música com aparições no mundo da moda. Sempre bem conectado, ele possui cadeira cativa nos desfiles das principais marcas do mercado. Em setembro do ano passado, A$AP oficializou sua parceria com a Under Armour – ele é a grande aposta para que a marca encontre o seu lugar dentro do cenário casual. Após alguns rumores e vazamentos, vimos na semana passada o que parece ser a primeira colaboração assinada pelo rapper para a UA.

Entretanto, o que pouca gente se lembra é que sua primeira colaboração com uma marca esportiva – mesmo que não tenha acontecido de forma individual –  surgiu no ano de 2013: o rapper foi convocado pela adidas e por seu amigo pessoal, o estilista Jeremy Scott, para reinterpretar a bandeira dos Estados Unidos com uma tonalidade escura do JS WINGS.

Jay-Z

HOVA completa, nesse ano, 30 anos de carreira, e, por ser um dos rappers mais influentes e empreendedores da história, ele assinou calçados com mais de uma marca, em toda sua trajetória. O acordo entre o rapper e a Reebok mudou o formato como as empresas se relacionavam com os artistas, lá no ano de 2003.  Durante cerca de 5 anos e, assim como ele, 50 Cent também teve a chance de se aventurar no mercado.

No ano de 2010, Jay Z se juntou com a Nike para celebrar o World Basketball Festival.
O lançamento de 5 Air Force 1 com a temática de “All Black Everything” foi mantido em segredo até horas antes do início do evento. O rapper homenageou os 5 países que compunham a seleção do Festival – Brasil, China, Porto Rico, Franca e Estados Unidos e os modelos foram leiloados via ebay, com a renda revertida para a Shawn Carter Scholarship Foundation, entidade mantida pelo próprio.

Desde o seu lançamento, tem sido uma missão quase impossível encontrar um dos 10 pares leiloados, no mercado paralelo.

 O albúm 4:44 e sua tour, lançados no ano passado, foram um dos mais celebrados de 2018. E a PUMA aproveitou o momento para unir um dos seus maiores clássicos, o Clyde, com um dos maiores rappers , Jay.
O produto foi lançado em levas de 44 pares, somente na cidade de Nova York, no mesmo final de semana que a Tour passou pela cidade.

2 Chainz

No início desse ano, o tênis assinado pelo rapper em parceria com a marca italiana de luxo Versace estreou nas passarelas de Milão.
Surfando a onda dos modelos mais robustos, que o mundo apelidou de “Chunky”, o Chain Reaction foi revelado em edições masculinas e femininas.

 

Além de ser conhecido por sua música, Chainz também leva um estilo de vida luxuoso e de ostentação. Sendo assim, o modelo reflete o gosto peculiar do artista, que, antes de assinar a parceria com a Versace, lançou, em 2014, uma colorway exclusiva a do clássico Top Ten Hi com a adidas.

O tênis foi intitulado de “2 Good To Be T.R.U”, que em português significa algo como “muito bom para ser verdade” e trouxe o clássico nascido no basquete executado em uma tonalidade toda preta, com detalhes em dourado que imprimem o gosto extravagante de Chainz.

Pharrel Williams

 

Pharrell é um dos principais responsáveis pelo crescimento exponencial da adidas Originals, nos últimos anos e a temática sempre positiva, que celebra a diversidade humana, é um dos componentes da receita de sucesso que a estrela do entretenimento tem em suas mãos. Mesclando uma estratégia de lançamentos limitados, com modelos que são vendidos com distribuição mais ampla, sua relevância e influência vêm se perpetuando ao longo dos últimos anos.

O rapper, que também é produtor e designer, começou suas colaborações com marcas no ano de 2003. O acordo entre a Reebok e suas duas empresas, Ice Cream e BBC, oficializava o início da produção de calçados com materiais premium e temáticas divertidas. Algum tempo depois, Skateboard P e a marca britânica foram parar na justiça por alegações de mau uso da licença.

 

 

Pharrell possui mais de 25 anos de carreira e um de seus pilares artísticos é o conjunto musical N.E.R.D.

Foi com essa temática que a Nike assinou uma edição especial – e extremamente limitada – do modelo icônico Dunk High.

A colaboração aconteceu dentro de um projeto denominado “Artist Series”, no qual a marca americana convidava artistas de diversos segmentos para assinarem 1050 pares de um calçado específico.

 

 

 

 

Pusha T

O rapper Pusha-T é um dos grandes parceiros da adidas Originals e talvez, o maior embaixador de EQT da marca.

Os modelos assinados por ele quebraram alguns tabus e trouxeram a temática real das ruas, vivida pelo rapper em sua juventude, em forma de edições executadas com materias premium, sem deixar de lado o conforto da tecnologia BOOST.

A sólida parceria já está completando quase 4 anos, mas se engana quem pensa que esses foram os primeiros tênis em que o rapper colocou suas mãos criativas.

A Play Cloths, marca criada por Pusha em 2008, colaborou com a marca Saucony pela primeira vez no ano de 2013. Explorando a herança dos retro runners da marca de calçados, foram lançados 7 edições que, com certeza, passaram pela concepção de Terrence.

Lupe Fiasco

 

O rapper Lupe Fiasco foi o responsável por mostrar ao mundo o controverso Nike Terminator Swagger, no ano de 2009. Embora o tênis não tenha sido criado por ele, tal acontecimento reforçou a influência de Lupe no cenário artístico daquela época.

No final do ano de 2008, ele já havia participado do projete (PRODUCT) RED da Converse, que também envolvia outras marcas da Nike Inc. com o intuito de arrecadar fundos para a luta contra a AIDS na África. Duas edições do Chuck Taylor foram lançadas no mercado norte-americano, naquele que seria o primeiro projeto do rapper com uma marca.

 

Fã devoto da Vans, Lupe conseguiu, 3 anos depois, emplacar uma parceria de um ano com a marca californiana e que resultaria em 9 colorways de clássicos que nasceram no Skate.

 

Por hoje ficamos por aqui, mas a parte 2 da matéria vai ao ar já na próxima semana.

Você arrisca algum dos rappers que vai aparecer? Tem alguma dica? Compartilha com a gente usando os comentários!